ÁGUA CLORADA CAUSA CÂNCER


Você sabia que a água que é entregue pelas companhias de saneamento às nossas casas é tratada com cloro? É verdade, a maior parte de nós sabe disso. O cloro é adicionado à água para purificá-la e matar germes. Mas, você sabia que esse mesmo cloro não é inócuo, aliás, é tóxico para nós? Não sabia? É verdade, a maior parte de nós não sabe disso.

Há vários anos, médicos que trabalham com uma orientação mais naturalista, têm chamado a atenção para os perigos de consumir a água que jorra por nossas torneiras. Mas, estão crescendo as evidências de que não só beber, mas deixar sua pele entrar em contato com a água tratada com cloro (piscina ou mesmo o chuveiro) aumenta o risco de câncer de bexiga.

 Um novo estudo publicado no American Journal of Epidemiology é o primeiro a sugerir que o cloro é prejudicial aos seres humanos quando ingerido ou absorvido através da pele, de acordo com a coordenadora deste estudo, a Dra. Cristina M. Villanueva do Municipal Institute of Medical Research, em Barcelona, Espanha.

O cloro, por si só, não é prejudicial, mas seus subprodutos, principalmente os trialometanos, aumentam o risco de câncer. Dentre estes, os principais são clorofórmio, bromodiclorometano, clorodibromometano e bromofórmio, que podem ser absorvidos através da pele ou pela inalação, e não são detoxificados pelo fígado. Esses compostos há muito tempo são conhecidos como carcinogênicos, ou seja, provocam câncer em animais de laboratório. O que esse estudo mostra em primeira mão, é que esse efeito não é exclusivo nos animais de laboratório.

 Os pesquisadores pesquisaram 1.219 pessoas com câncer de bexiga e 1.271 pessoas sem a doença (grupo- controle), avaliando a exposição à água clorada, incluindo o hábito de tomar banho, nadar e beber água clorada. Os pesquisadores também analisaram o teor de trialometanos (TAM) no sistema de água de 123 municípios.

As pessoas que viviam em lugares com mais de 49 microgramas por litro tiveram o dobro do risco de câncer de bexiga em comparação às casas onde o nível de TAM era menor que 8 microgramas por litro. Sabe qual é o nível permitido no Brasil? 100 microgramas por litro!!!!

Os pesquisadores também encontraram que o uso de piscinas tratadas com água clorada aumenta o risco de câncer em 57%.

Só nos EUA, são estimados 67.160 novos casos de câncer de bexiga em 2007, e 13.750 mortes, de acordo com as estatísticas da American Câncer Society. No Brasil, não há estatística disponível, mas se sabe que é o 4º tipo de câncer mais prevalente.

Se esse trabalho estimular novas pesquisas ao redor do mundo, terá um impacto significativo sobre as ações de saúde pública.

Por enquanto, evitar ao máximo a exposição à água clorada é uma atitude sensata.